Pérola e seus significados e propriedades

A pérola é produzida por organismos (moluscos), que vivem tanto em águas salgadas como em águas doces. Os moluscos produtores de pérolas mais importantes são as ostras em águas salgadas e os mexilhões em águas doces. Estes organismos pertencem a um subgrupo de moluscos constituídos por uma concha formada por duas partes, sendo por isso denominados de bivalves.

A atual palavra “pérola” vem do latim “pirla”, diminutivo de “pira”, em alusão à forma alongada das pérolas dos pendentes. Para os Romanos a pérola era um símbolo do amor e era denominada de “margarita”.

A pérola é um material orgânico duro e geralmente esférico. É o resultado da reação destes animais à corpos estranhos que invadem os seus organismos, como vermes ou grãos de areia. Esta reação produz uma secreção constituída por nácar, composto quase exclusivamente por carbonato de cálcio (sob a forma de cristais de aragonite) e por uma substância proteica denominada conchina. E por fim, formando a pérola.

A exagerada procura de pérolas e a poluição levou ao quase esgotamento deste recurso por todo o mundo. Embora atualmente o mercado das pérolas esteja baseado quase exclusivamente em pérolas de cultura.  

As pérolas também podem ser obtidas de forma artificial, através de cultivo, para isso, insere-se no interior da ostra perlífera, entre o manto e a concha, um objeto minúsculo, causando uma pequena inflamação. É o envolver desse objeto com sucessivas camadas de madrepérola que forma a pérola. Estima-se que as pérolas podem durar até 150 anos, entretanto uma pérola natural com cerca de 2 mil anos foi descoberta recentemente durante escavações arqueológicas em uma zona aborígene do oeste da Austrália.

As gemas de melhor qualidade encontram-se no Golfo Pérsico (pérola do oriente). Existe também produção na Índia e Sri Lanka, na Austrália, no Taiti e na América Central.

As pérolas cultivadas são produzidas em larga escala no Japão.

É importante saber armazenar bem suas pérolas, elas devem ser  guardadas separadamente das outras peças, envolvidas em tecido. Limpe-as com um pano úmido e evite produtos químicos da casa, como por exemplo, produtos para os cabelos, cosméticos e perfumes, pois tiram seu brilho.

Estas maravilhosas gemas orgânicas estão sintonizadas com as fases da lua, que controlam as mudanças das marés. As ostras são femininas por natureza, tanto em sua manifestação física quanto pelo fato de conter um objeto embrionário dentro delas, com isso as pérolas estão sintonizadas com as mulheres, principalmente as grávidas.

As pérolas são absorventes por natureza e devido a isso devem ser usadas com cautela. Se você se sente excessivamente negativo quando estiver usando uma Pérola, ela manterá essa energia até ser usada de novo.

Lembre-se, a pérola é o resultado de camada sobre camada de substâncias produzidas para combater a irritação. Se usadas apropriadamente, elas diminuem o stress e suas doenças resultantes, hipertensão, dores de cabeça e exaustão. Isto pode ajudar a evitar ataques cardíacos e enfartes.

Elas ajudam na digestão e podem reduzir a chance de incidências de úlceras.

Se você usá-las junto com outras pedras preciosas, considere os diamantes para ampliar e purificar e as esmeraldas para colocar para fora e dispersar energia negativa.

Elas podem ser utilizadas por todos os signos do zodíaco.

FICHA TÉCNICA DA PÉROLA

Chakra: Sexto

Polaridade: Feminina

Signo: Todos

Dureza: 3-4 Mohs

Planeta: Lua

Elemento: Água

Profissões: Artistas, quiropráticos e fazendeiros

Composição: Carbonato de cálcio, matéria orgânica e água (84-92%, 4-13% e 3-4%)

Origem:  Índia, Japão, Pérsia, Sri Lanka, Austrália

Efeitos esotéricos e psíquicos:

  • Maternidade
  • Mantém a energia
  • Sintonizada com as energias da lua
  • Purificação e limpeza
  • Emocional
  • Intuição

Efeitos terapêuticos:

  • Stress
  • Hipertensão
  • Dores de cabeça
  • Exaustão
  • Tensão pré menstrual
  • Gravidez