Diopsídio e seus significados e propriedades

Diopsídio e seus significados e propriedades

O nome Diopsídio vem do grego, “deux” e “aspect”, por causa do duplo aspecto das faces de seu prisma quando ele é cristalizado. O diopsídio se encontra também “estrelado”, “chatoiant” e a variedade cromifera, gema proveniente essencialmente da Rússia é verde esmeralda. Uma jazida do Piémont produz uma variedade translucida ou opaca azul violetado, chamado de violane. Existe também uma variedade chatoiant, essencialmente negra apresentando um astérix em 4 lados chamado “black star” (estrela preta). A lavrovita é uma variedade verde de diopsidio vanadifero que provém da Rússia.

Este intrigante mineral é encontrado na África do Sul, na Áustria, na Birmânia, nos Estados Unidos, na Finlândia, na França, na Índia (variedade estrela), na Itália, na República do Malgache, no Sri Lanka, na Rússia (no Ural e no leste da Sibéria), em Madagascar, no Brasil, no Paquistão e na Suécia.

O Diopsídio piroxene faz parte da área de gemas e é formado de silicato de cálcio e magnésio. Também tem excelentes pleochroism, o que significa que ele pode ser visto de ângulos diferentes e parecem ter uma variedade de cores. O Diopsídio normalmente tem uma cor verde rico, que se parece um pouco translúcida sob a luz brilhante. As pedras têm uma cor verde-escuro são particularmente apreciados. Pedras preciosas Diopside são geralmente pequenas, como pedras que são cortadas no nível de dois quilates ou mais estão crescendo muito escuro. Isto é, porque a luz que tem a cor verde extingue-se quando cortada em dimensões superiores.

O Diopsídio tem uma avaliação da dureza de entre 5,5 a 6 na escala de Mohs, que é uma escala de dureza determinada por pedras que podem tornar arranhões nas superfícies dos outros. Adapta-se bem a uma variedade de jóias, mas também pode ser ligeiramente frágil. Pode ser cortado em ambos os sentidos, conforme necessário para fins de projeto. A estrutura de cristal de diopsídio é monoclínica, que tem como objectivo o eixo vertical da pedra é propenso a um eixo lateral, mas perpendicular ao outro.

Esta pedra mostra sua cor ideal quando cortada em uma forma oval ou circular. Qualquer pessoa que pretenda fazer uma pedra preciosa com um corte diopside atraente deve ser um cortador qualificado, a fim de trazer a riqueza de cores. Devido ao trabalho sensível envolvida na formação de diopside, apenas cerca de 10 por cento do material recolhido é tipicamente utilizado no produto acabado. Diopsídio tem poucos produtos minerais em excesso nele. Quando cortado corretamente, segurando um verde brilhante brilhante como uma esmeralda. 

É conhecida como a pedra do reconforto, mais forte que a turmalina verde, ele ajuda a repor as energias, a pensar positivo e a expulsar do espírito os pensamentos negativos e a não se influenciar com o negativo vindo do exterior. Ele traz consigo o reconforto nos desafios da vida.  Quem não precisa desses dois sentimentos, segurança e alegria? Todos nós, não é verdade? Portanto, não fique sem um Diopsídio. Além desses benefícios, esta pedra lhe dará, também, uma maior auto-estima e auto-confiança.

O Diopsídio nos estimula a fazer tudo com muita alegria e descontração. Ajuda-nos, ainda, a colocar nossas ideias em prática. Fisicamente, nos proporciona muita disposição.O Diopsídio é ótimo para aliviar dores musculares, fortalecer os músculos e equilibrar a temperatura corporal. 

É uma pedra de serviço, aumenta a compaixão, abrindo o seu coração para o sofrimento de outras pessoas e estilizando-o a servir o planeta por meio de um senso profundo de conexão com a Terra. Da parte espiritual, esta pedra ensina a humanidade e o ajuda a valorizar o que você realmente sente, seguir a intuição e a confiar na sua capacidade de sentir. È um agente de cura muito útil no caso de doenças psicológicas, esta pedra ensina a entender melhor quem o magoou no passado, levando-o gentilmente a tomar a iniciativa. Se você costuma sentir que lhe falta algo, mas não sabe muito bem o quê, o Diopsídio ajuda você a não sentir tanta falta disso e a valorizar mais que já tem.

Mentalmente, o Diopsídio é útil para a atividade criativa ou para os estudos acadêmicos, já que estimula as faculdades intelectuais e a arte da análise.

Tem sido utilizado há muito tempo para o apoio ao estudo da matemática. Emocionalmente, o Diopsídio é benéfico para aqueles que não conseguem extravasar a própria dor, pois ajuda na liberação dessa dor.

Se você se sente sobrecarregado com os problemas da vida, esta pedra ensina você a viver a vida com apreço e alegria.

Fisicamente, ele acelera a recuperação depois de uma cirurgia, trauma ou doença grave.

O Diopsídio preto está em sintonia com os chakras da raiz da Terra e com as corrente telúricas do planeta, levando-os a recuperar a harmonia e o equilíbrio. Esta pedra em tom verde fortalece a memória celular, ajuda em casos de debilidade física, restabelece o equilíbrio ácido-alcalino, ajuda os pulmões, a circulação, dores e espasmos musculares, estresse, para os rins e o coração. Em tom preto é útil para a cura da Terra ou para ajudar doentes terminais ou com males crônicos. O Diopsídio está conectado com criatividade e lógica, pode curar traumas e abrir o lado feminino do seu ser, para neutralizar os sentimentos de agressão. Diopsídio também tem sido utilizada para o tratamento de doenças físicas, tais como problemas de circulação, espasmos musculares, e problemas cardíacos e pulmonares.

FICHA TÉCNICA DO DIOPSÍDIO

Dureza: 5.0 à 6.5 Mohs

Origem: África do Sul, na Áustria, na Birmânia, nos Estados Unidos, na Finlândia, na França, na Índia (variedade estrela), na Itália, na República do Malgache, no Sri Lanka, na Rússia (no Ural e no leste da Sibéria), em Madagascar, no Brasil, no Paquistão e na Suécia

Signos: Gêmeos e virgem

Composição química: CaMg[Si2O6]

Efeitos esotéricos e psíquicos:

  • Reconforto
  • Mágoas
  • Aceitação
  • Ferimentos na alma
  • Criatividade
  • Alegria
  • Estudos

Efeitos terapêuticos:

  • Circulação
  • Pulmão
  • Espasmos musculares
  • Dores
  • Problemas cardíacos

Kunzita e seus significados e propriedades

Kunzita e seus significados e propriedades

A Kunzita é uma variedade de espodumênio que deve seu nome ao mineralogista americano G.E.Kunz que a analisou primeiro em 1902. Esta pedra tem uma cor única devido ao manganês: rosa parme mais ou menos intenso segundo a orientação do cristal e a presença do magnésio. Foi constatado recentemente que “espodumênios” verdes provenientes do Afeganistão, anunciados como hiddenita (variedade cromifera verde do espodumênio), se tornavam rosas depois de alguns dias em exposição ao sol, na realidade eram kunzitas que depois de um “tratamento térmico” ou irradiação se tornavam verdes mas sem conter cromo e perdiam sua cor verde à claridade.

O nome espodumênio vem do grego e significa “cor de cinzas”, pois ele é sempre cinza, ainda que apresente o fenômeno de fosforescência onde ele emite luz na mesmo na obscuridade, isso após ter sido exposto aos raios ultravioletas da luz natural. E é chamada de trifana a variedade amarela ou incolor do espodumênio e a variedade verde do espodumênio é a hiddenita. A Kunzita é encontrada sobretudo no Brasil, no Afeganistão em particular no vale de Kunar na mina de Patroke que produziu desde 2007 kunzitas de cor rosa firme, na Birmânia, nos Estados Unidos, em Madagascar, no Paquistão. É muito usada em joalheria, a peça deve ser lapidada perpendicularmente ao eixo do cristal para reforçar sua cor e é necessário evitar expor as peças ao sol pois elas podem empalidecer e perder o rosa.

Conforme sua origem, certas kunzitas perdem muito rápido sua cor enquanto outras a conservam. Ela foi durante muito tempo confundida com a ametista por sua dureza e sua cor rosa mas apesar da sua fragilidade com a luz, ela é resistente aos ácidos e produtos de lavar louças, entretanto muito sensível aos choques e impactos por causa de seu clivagem frágil. É facilmente confundida com gemas de cor rosa como o quartzo rosa, a rubelita, a safira rosa. Ela pode ser imitada com vidros de cor, com dubletes, com corindon ou com espinélio sintético. O aquecimento, até 150°C. acentua sua cor meio castanha e violeta verde.

A Kunzita é uma pedra que evoca a ternura e a pureza tímida, que estimula o espírito durante o sono, provocando sonhos apaixonados. Ela reequilibra o mental, atenua as emoções durante um luto ou um castigo e é indicada às crianças turbulentas pois é uma pedra que acumula pouca energia negativa.

Na Ásia e no Noroeste da Europa ela vem sendo utilizada desde o século XVI como pedra preciosa e como talismã protetor símbolo de revivificação. A Kunzita é uma das pedras mais apreciadas e também uma das mais raras, por isso não figura entre as gemas mais tradicionais. Esta gema, que se destaca por sua cor rosada, às vezes lilás ou violeta clara,  já era conhecida dos gregos que a usavam como pára-raios, diante de perigos iminentes, contra doenças e perigos mágicos.Os gregos acreditavam, ainda, que a Kunzita reunia todos os poderes entre o céu e a Terra e transmitia a seu dono grande e verdadeiro amor.

Esta pedra tem um brilho vítreo e forma longos cristais prismáticos. Quando exposta por longo tempo ao Sol, a Kunzita perde um pouco de sua cor. Exposta aos raios X, torna-se verde mas, se depois disso, for aquecida a 200º, retoma sua cor original lembrando que quanto mais intensa for sua cor, mais a Kunzita é valorizada. A pedra mais valorizada foi encontrada em Governador Valadares, Minas Gerais: pesava mais de 7 quilos. A Kunzita pode ser encontrada também nos Estados Unidos, Myanmar e Madagascar, além do Brasil.

Terapeuticamente, a Kunzita é muito eficiente nos problemas de tireóide e regula as taxas hormonais. Com a Kunzita, o corpo é abastecido de mais sangue novo e oxigênio. É guardiã do coração e, colocada sob o travesseiro, elimina os medos e as inibições. A Kunzita ilumina a alma e ativa as funções espirituais aumentando a auto-estima, alivia as depressões,  para quem medita, a Kunzita cor de rosa atua sobre o chakra do coração fazendo com que a pessoa sinta um amor profundo e transmita essa sensação para todo o corpo. Já a Kunzita cor-de-violeta, quando colocada sobre o terceiro olho, experimenta-se uma consciência espiritual que  liga nossa consciência ao amor do coração, por isso esta pedra é indicada para quietude, amor, parceria, qualidade de vida, males da alma, pressão arterial alta, sangue, coração, tireóide, rins, gota, artrite,problemas com drogas e álcool.

A Kunzita vibra em uma frequência de cor que vai do rosa bem clarinho ao púrpura, é uma pedra transparente e possui grande quantidade de lítio (Li), o qual é muito usado na medicina  como estabilizadores de humor, sendo indicado para o tratamento do transtorno bipolar. Este é um cristal detentor de uma energia muito sutil e está ligado ao ao corpo átmico, ao Eu Superior, portanto sua atuação é nas questões do espírito criando um campo de proteção e refinando os sentimentos expandindo a energia amorosa do chakra cardíaco para os outros chakras.    

A Kunzita manifesta o estado maduro do coração quando este está equilibrado, aberto, desobstruído de mágoas e rancores, amoroso, compassivo, transformando inseguranças e inibições em atos de amor para que estas virtudes sejam expressões honestas para o mundo exterior. A Kunzita é a representação da perfeição e equilíbrio emocional interno, suas estrias são “caminhos” fáceis de deslocamento de energia a uma velocidade extremamente rápida, automaticamente elevando a vibração de quaisquer emoções, dissipando e dissolvendo energias mal qualificadas e inferiores. Sua coloração do rosa claro ao violáceo ajuda a criar um equilíbrio entre a mente (sétimo chakra/violeta) e o coração (chakra cardíaco/rosa) direcionando a energia do quarto para o sétimo chakra, transmutando padrões de pensamentos associados ao bloqueio emocional. 

A Kunzita é a pedra defensora dos fragilizados e podemos dizer que ela é a pedra que intercede por todos aqueles que estão sofrendo pressão psicológica e se sentindo minimizados perante ao seu/sua parceiro(a). Outro fator que essa pedra trabalha é respeito mútuo para com o seu parceiro(a), seja lá qual seja o seguimento de respeito, tanto matrimonial e até mesmo ao dirigir à palavra. A kunzita concede para aqueles que a usam: fidelidade ao casal,humildade,respeito,inspiração, delicadeza, sensibilidade e melhora o humor.

FICHA TÉCNICA DA KUNZITA

Dureza: 6.5 à 7.0 Mohs

Chakra: Quarto e Sétimo

Origem: Estados Unidos, Myanmar e Madagascar, além do Brasil

Signos: Peixes e Libra

Planeta: Marte, Vênus e Plutão

Composição química: LiAl[Si2O6] silicato de lítio e alumínio

Efeitos esotéricos e psíquicos:

  • Transtorno bipolar
  • Depressão
  • Medos
  • Inibições
  • Autoamor
  • Fidelidade
  • Humildade
  • Respeito
  • Inspiração
  • Delicadeza
  • Sensibilidade
  • Bom humor
  • Calma
  • Qualidade de vida
  • Males da alma

Efeitos terapêuticos:

  • Pressão arterial alta
  • Sangue
  • Coração
  • Tireóide
  • Rins
  • Gota
  • Artrite
  • Problemas com drogas e álcool