Pedra da Lua Verdadeira (Moonstone) e seus significados e propriedades

Pedra da Lua Verdadeira (Moonstone) e seus significados e propriedades

A Pedra da Lua Verdadeira é fascinante. Possui um tom branco brumoso pálido com reflexos azulados. Ter uma pedra dessas é como ter um pedacinho de um amanhecer nublado na palma da sua mão. É muitas vezes confundida com a Opalina (Falsa Pedra da Lua) SAIBA MAIS SOBRE OPALINA CLICANDO AQUI, um cristal sintético que tem como base a própria Pedra da Lua Verdadeira.

O cristal Pedra da Lua Verdadeira  é composto por silicato de alumínio e potássio. Pertence ao grupo do feldspato e apresenta cores como o branco e o amarelo e é normalmente transparente. Pode ser encontrado em todas as montanhas do Monte Branco.

Para poder beneficiar do nome “Pedra da Lua Verdadeira”  este mineral deve obrigatoriamente evidenciar reflexos prateados ou azulados, os quais evocam a claridade da lua.Os reflexos dentro do mineral são causados por um fenômeno óptico em que a luz é espelhada, não à superfície, mas abaixo da superfície da pedra.

A Pedra da Lua Verdadeira (“moonstone” em Inglês) é um mineral que pertencente à classe dos silicatos. Um silicato é um sal derivado da silícia (SiO2).  As principais minas de extração deste mineral estão localizadas no Sri Lanka, Austrália, Birmânia, Estados Unidos, Brasil, Índia, Madagascar e Tanzânia.

É considerada a “pedra da força” ou também como a “pedra do poder feminino”.  No Misticismo, acredita-se que esta pedra com seus reflexos prateados e azulados (à semelhança da lua) traga paz, clarividência, harmonia e amor a pessoas e ambientes.

Desde a antiguidade este cristal é encarado como uma pedra feminina, fazendo aumentar a feminilidade e a fertilidade, diminuindo as dores menstruais e os problemas relacionados com a menopausa. Para além destas qualidades, este cristal atua sobre as emoções e o espírito.

Os benefícios da Pedra da Lua Verdadeira são reconhecidos desde os tempos dos nossos antepassados, por civilizações antigas. Na medicina tradicional indiana, essa pedra é utilizada sobre os chakras para trazer proteção e cura de diversos males físicos e espirituais.  Ela ajuda a acalmar, esquentar ou aquietar emoções e reações exageradas de acordo com a nossa necessidade. Ao mesmo tempo, ela é capaz de nos dar clarividência para perceber que tudo que acontece conosco e que faz parte de um ciclo constante de transformações que nos leva à evolução.

Este cristal equilibra as energias femininas e masculinas. Funciona como um antídoto para mulheres que possuem uma feminilidade agressiva ou para homens com tendências machistas. Aflora a sensibilidade e a intuição, desenvolvendo dons psíquicos.

Ela é a pedra do poder feminino pois está intimamente ligado à esse gênero. Além de equilibrar as energias como descrito acima, ela ainda é indicada para aliviar os sintomas da TPM, contribui para a concepção aumentando a fertilidade, para gravidez, pacifica o parto e estimula a produção de leite na amamentação. Mas atenção, como ela aflora e intensifica as emoções femininas, durante o período menstrual (especialmente se ele coincidir com a lua cheia) as mulheres devem evitar o contato com essa pedra.

A Pedra da Lua Verdadeira traz diversos benefícios ao sistema digestivo e reprodutor além de acelerar o metabolismo (o que traz como conseqüência um emagrecimento mais rápido).

Facilita a abertura para assuntos espirituais e reforçam habilidades psíquicas que ajudam as pessoas a se conectarem com sua natureza subconsciente.

Ela também facilita na recuperação de estabilidade emocional, a reduzir tensões emocionais, a diminuir o cansaço, a desenvolver a intuição, a criatividade, a estimular o bom funcionamento de todos os órgãos do corpo humano, a aumentar a fertilidade nas mulheres e a diminuir os problemas durante a menopausa. Nos dá inspiração e favorece as relações inter-pessoais. Neste sentido, ajuda a estabelecer a harmonia conjugal, a expressar os sentimentos e na reconciliação.

Deve ser utilizado por pessoas severas, pois transmite sensibilidade, doçura e tolerância.

Atenua sentimentos de rancor, inveja. A Pedra da Lua Verdadeira pode ser utilizada no 2º Chakra e 3º Chakra.

Segundo a litoterapia, a pedra da lua verdadeira propicia um bom funcionamento do sistema linfático, regulariza os líquidos supérfluos e as toxinas. Eficaz contra a retenção de líquidos, tem a capacidade de regular a purificação do organismo, intervindo ao nível dos rins e da bexiga. A Pedra da Lua actua também sobre problemas hormonais (puberdade, ciclo menstrual, fecundidade, gravidez, menopausa, etc.)

A pedra da lua verdadeira é uma gema essencialmente feminina. Pessoas sensíveis beneficiam do uso desta pedra por ela potenciar uma rápida tomada de decisões (para não perderem tempo com hesitações). Este mineral ajuda pessoas que têm habitualmente problemas de tolerância ou de compreensão com os demais; favorece a abertura de espírito e abate gradualmente o medo dos outros e do desconhecido; ajuda a lutar contra certos medos irracionais, tais como os sentimentos que conduzem ao racismo.

O uso da Pedra da Lua verdadeira permite lutar contra tendências demasiado terra a terra evidenciadas pelo materialismo exagerado e pelo stress. Aumenta a inspiração (criatividade/ artes). Acredita-se que esta pedra traz sucesso no amor por sua polaridade feminina e sensível.

A Pedra da Lua Verdadeira, é um cristal de cura que ajuda a fazer uma genuína ligação com a fonte de luz interna, em qualquer forma de meditação. Este cristal de cura pode ser utilizado em qualquer chakra. Muitas vezes a pedra da lua é utilizada como uma amuleto, porque protege contra a negatividade e protege as crianças.

Muitas vezes a pedra da lua é utilizada pelo seu grande poder de atrair amor e aumentar o prazer na sexualidade. Este cristal de cura ajuda na fertilidade e a combater problemas sexuais como a impotência. A pedra da lua verdadeira também é conhecida por permitir ao corpo curar-se pela absorção e transmutação da energia negativa para positiva.

Se colocada na testa, a Pedra da lua verdadeira, ajuda em experiências espirituais e quando colocada no coração, ajuda em problemas ligados às emoções.

FICHA TÉCNICA DA PEDRA DA LUA VERDADEIRA

Chakra: Segundo e Terceiro

Polaridade: Feminina

Planeta: Lua

Elemento: Água

Origem:  Sri Lanka, Austrália, Birmânia, Estados Unidos, Brasil, Índia, Madagascar e Tanzânia

Signo: Cancer

Dureza: 6 e 6,5 Mohs

Composição química: Silicato de alumínio e potássio

Efeitos esotéricos e psíquicos:

  • Liberta o stress emocional e acalma a instabilidade
  • Apazigua e acalma as emoções
  • Torna o inconsciente consciente
  • Promove a intuição e a empatia
  • Acalma emoções excessivas, ajuda a estabilizar as emoções
  • Colocada no plexo solar, anula os padrões emocionais do passado, compreendo-os e transmutando-os
  • Proporciona uma libertação emocional profunda
  • Intuição
  • Telepatia
  • Clarividência

Efeitos terapêuticos:

  • Trata perturbações do aparelho digestivo, relacionados com a tensão emocional
  • Interfere com o ciclo reprodutivo
  • Alivia as dores e tensões relacionadas com o ciclo menstrual
  • Glândula Pineal
  • Equilibra o sistema hormonal
  • Cura estabiliza os desequilíbrios nos fluidos e estabelece sintonia com o relógio bioritmo
  • É muitas vezes utilizada para estabilizar a agitação de crianças hiperativas
  • Aumenta o prazer sexual
  • Auxilia no parto, gestação e amamentação
  • Ajuda no aparelho digestivo e reprodutivo
  • Permite ao corpo assimilar mais facilmente os nutrientes
  • Elimina as toxinas
  • Ajuda a eliminar a retenção de líquidos
  • Liberta os sintomas degenerativos da pele, cabelo, olhos
  • Trata o fígado e o pâncreas
  • O elixir de cristal Pedra da lua Verdadeira ajuda nas insônias e pode evitar o sonambulismo

Opalina (Falsa Pedra da Lua) e seus significados e propriedades

Opalina (Falsa Pedra da Lua) e seus significados e propriedades

A opalina (também conhecida como “falsa pedra da lua”) é um cristal criado pelo homem utilizando quartzo, vidro opalizado e alguns metais para dar um efeito opalescente e quase hipnotizante com tons de azul fantasmagórico (especialmente quando em cima de um fundo negro).

Sua cor é um azul celeste maravilhoso, e ao mudar de ângulo facilmente vemos outras cores iridescentes encantar nossos olhos, rosa, laranja, etc. É como se o próprio amanhecer encontrasse moradia dentro de uma pedrinha.

O termo “opalina” nos tempos atuais refere-se a uma forma de vidro opaco e reluzente. Na França, o termo opalino é usado para se referir a vários tipos de vidro e não especificamente da cor de “cristal antigo” ou “semi-cristal”. A idéia de que o termo “opala” é estritamente francês “cristal antigo” está incorreto. Por exemplo na França, você pode ver no comercio de pedras uma obsidiana de escória de vidro americana para a venda com nome de opalina em referência à cor do vidro e não da idade, origem ou conteúdo do vidro.

Surpreendentemente, apesar de não ser produzida pela natureza, possui poderes extraordinários além de ser uma pedra de beleza singular. É aconselhada ao sexo feminino, em especial quando se pretende engravidar,  é também muito utilizada para estabilizar o humor.

Devido a escassez da Pedra da Lua Verdadeira e da Opala Arco-Íris no garimpo, houve a necessidade de sintetizar estes minerais em laboratório, e neste caso começaram a produzir uma pedra branca de efeito opalescente bem aproximado às pedras originais. E foi assim que nasceu a Opalina (Falsa Pedra da Lua).

Se você já teve a oportunidade de tocar as mãos em uma opalina, então já percebeu que são muito parecidos com uma pedra tradicional. Tanto em brilho, dureza, cor e reluzencia. Isso porque na verdade são as mesmas pedras, a mesma composição, só que sintéticas, uma vez que são fabricadas a partir de pedras naturais com aditivos sintéticos.  

O resultado é uma pedra extremamente homogênea, resistente e ideal para lapidar jóias, fazer montagens de pingentes, anéis colares e etc…. E claro, diminuindo o impacto ambiental de extração de pedras da natureza.

As gemas sintéticas são cultivadas em laboratório e têm as mesmas características físicas e químicas, como a pedra da natureza extraída do garimpo. São produzidos em um laboratório, reproduzindo as condições naturais em que suas contrapartes naturais são formadas.

A opalina equilibra hormônios, trabalha a sexualidade e a fertilidade, entra no universo hormonal e afetivo feminino. A sua harmonização proporciona maior fertilidade e alegria de viver. Atua no campo afetivo, ajudando a atrair o amor e a resolver problemas entre enamorados. Para as mulheres, inspira sensualidade e fertilidade.  As mulheres da Índia e Sri Lanka costumam fixar uma pedra opalina em seus trajes para o equilíbrio da alma e da saúde.

A opalina é uma pedra de difícil programação (Saiba como programar seu cristais clicando aqui), pois possui uma energia muito intensa principalmente para o sexo feminino. Não é indicada para pessoas que se sentem desequilibradas emocionalmente, pois vai acentuar ainda mais este desequilíbrio.

Mas ainda assim, se for utilizá-la nestas condições. Tenha ciência que poderá haver explosão de raiva, surto de choro e outros picos emocionais durante (e por algum período) após o uso da Opalina.

Sua energia é tão poderosa que algumas pessoas sentem fraqueza ao estar em contato com este mineral. Em caso deste tipo de sintomas, basta parar de carregar a pedra por um tempo até que você se sinta estabilizado.

A Opalina não é recomendada utilização por períodos prolongados para pessoas do sexo masculino, pois tende a afetar na redução da produção da testosterona e causar outros desequilíbrios tanto hormonais quanto emocionais.

Atua no quarto chakra, fazendo conexão com a energia da lua e o aspecto feminino de nossa natureza emocional, abrindo o ser à parte feminina da personalidade, para que ele possa integrar-se inteiramente na unicidade.

Ajuda a acalmar e equilibrar as emoções, trazendo-as sobre o controle da vontade superior, em vez de reprimi-las. Age como guardiã à entrada do subconsciente e serve para nos proteger das nossas próprias emoções.

Auxilia os homens a se sintonizarem mais com o aspecto feminino de sua natureza. Fisicamente, estimula a glândula pineal a ajudar nos processo do crescimento, ajuda nos pequenos desequilíbrios das endócrinas nas mulheres, e pode ainda auxiliar na limpeza de linfáticos congestionados. É também usada na prevenção e tratamento do câncer.

É uma pedra de proteção e pode ser usada para projeção astral. Promove a alegria de viver a estreita nossas relações com a família. Tira o medo do futuro e, na meditação, nos revela nossos verdadeiros sentimentos.

FICHA TÉCNICA DA OPALINA

Signo: Cancer

Vibração: Alta

Polaridade: Feminina

Planeta:  Lua

Elemento: Água

Composição química: Sílica

 

Efeitos esotéricos e psíquicos:

  • Estabiliza o humor
  • Alegria
  • Atrai o amor
  • Intuição
  • Sensibilidade
  • Sensualidade
  • Conduz e armazena energia

Efeitos terapêuticos:

  • Fertilidade
  • Sexualidade
  • TPM
  • Equilibra os hormônios